Arrecadação do Fundo Emergencial para a Saúde – Coronavírus Brasil atinge R$ 10 milhões

Arrecadação do Fundo Emergencial para a Saúde – Coronavírus Brasil atinge R$ 10 milhões

[Texto: Sheila Brasil / Central de Inovação]

Com essa mobilização e força da sociedade civil, o valor arrecadado pelo Fundo Emergencial para a Saúde – Coronavírus Brasil atingiu os R$ 10 milhões, que estão sendo revertidos em materiais como respiradores, testes rápidos do coronavírus, máscaras, luvas, equipamentos hospitalares para UTI, entre outros itens de necessidade das instituições. Os beneficiados atuais são Fiocruz, Santa Casa de São Paulo, Santa Casa de Araçatuba, Comunitas, Hospital Santa Marcelina e Hospital São Paulo. 

A meta do Fundo, que conta hoje com mais de 8 mil doadores, é ampliar cada vez mais a colaboração da sociedade civil e das empresas para minimizar os efeitos da pandemia e suprir, ao máximo, as necessidades emergenciais da saúde pública diante deste cenário. Mais de 32 mil visitante já acessaram  a pagina de doação do Fundo e, em média, as pessoas físicas doam R$290,00, valor bem acima do praticado historicamente.

As doações recebidas no Fundo destinadas para a Fiocruz,  com foco no programa Unidos Contra a Covid 19,  serão utilizadas para a produção de kits de diagnóstico, ampliação da capacidade de testagem de amostras e para realização de pesquisas relacionadas ao tratamento da enfermidade. “Diante dos desafios que a emergência sanitária do novo coronavírus representa ao país, o apoio do IDIS, Movimento Bem Maior, BSocial e outras lideranças da Cultura de Doação no Brasil é de grande importância. Esta parceria fortalecerá ainda mais os projetos e ações que a Fiocruz realiza nas áreas de pesquisa, informação e ações de combate à Covid-19”, afirma Mario Moreira, Vice-Presidente de Desenvolvimento Institucional da Fiocruz.

“O recurso que a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo irá receber por meio do Fundo Emergencial é importante e indispensável nesse momento difícil, em que todos os nossos esforços estão voltados para o combate à Covid-19, pois irá contribuir para continuarmos oferecendo uma assistência integral aos pacientes.” explica Antonio Penteado Mendonça, Provedor da Santa Casa de São Paulo.

Empresas dão exemplo de solidariedade

A cada dia novas empresas se engajam com o Fundo, adotando diferentes modalidades. Tik Tok é um exemplo delas: como parte de suas ações emergenciais para o combate à Covid-19 e para ajudar a comunidade médica em todo o mundo, a plataforma de vídeos curtos repassou ao Fundo a quantia de 500 mil dólares (mais de R$ 2,7 milhões).

O Pátria Investimentos bem como outras empresas e instituições financeiras estão promovendo ações de matchfunding com seus colaboradores, quando cada valor doado é complementado com uma doação da instituição. A Privalia, estimula a doação em seu e-commerce, e outras empresas, como a Joalheria Monte Cristo, Carla Amorim, Fogo de Chão, Mixed e Schrammek Kosmetik destinam parte da receita das vendas de seus produtos. 

A consultoria Bain & Company e o  Machado Meyer Advogados optaram por campanhas junto aos funcionários. No caso do escritório de advocacia, a cultura de doação já vinha sendo fomentada e os sócios estão participando ativamente da campanha de doações ao Fundo Emergencial para Saúde. “Confiamos na organização e temos certeza de que o valor arrecadado, junto ao carinho de todos os doadores do Machado Meyer, será muito bem endereçado”, relata Adriana Pallis, sócia e membro do Conselho do Machado Meyer Advogados. Já na Softtek, especializada em tecnologia da informação, a mobilização envolve além de funcionários, clientes e parceiros.

Famílias filantropas

As grandes famílias de filantropos também estão nesse grupo de doadores. Muitas sempre doaram e ampliam essa atuação, estimuladas, em muitos casos, pelas novas gerações. Nomes como da Família Nobre, Olímpio Matarazzo, Setúbal, Eugênio Mattar, Safra, entre outros, estão fazendo doações importantes pela causa.

Segundo Louis de Charbonnières, Chairman Family office da Enseada, afirma que nesse momento de absoluta e incomensurável necessidade social, é fundamental participar de uma iniciativa relevante que se traduz no Fundo Emergencial para a Saúde – Coronavírus Brasil.  “Acreditamos que iniciativas estruturadas ganham escalabilidade que nenhuma pessoa, família, empresa ou Governo, isoladamente, conseguiriam atingir. Acima de tudo, acreditamos que uma iniciativa coletiva, suportada por famílias empresárias, como a nossa e muitas outras que esperamos se coalizarão, cria valor exponencial para a sociedade”, avalia.

Na opinião dele, é a oportunidade de uma atuação ética, fundamentada na troca voluntária: “Esse chamado tão nobre vai além da doação em cifras; é um chamado da alma e nos compele a agir diante de um dos mais graves cenários dos últimos 100 anos. É a oportunidade de atuar, intensamente, a favor da coletividade e sermos testemunhas da transformação para uma sociedade melhor”, complementa Louis de Charbonnières.

Entre os apoiadores do Fundo estão Editora Mol, Harvard Alumni Club of Brazil, Instituto Apontar, Instituto Akatu, Instituto Vladimir Herzog, Abrainc, IBRADIM, Afeal, Tozzini Freire Advogados e WINGS – Worldwide Initiative for Grantmaker Support.

O Fundo tem gerenciamento financeiro da SITAWI, pioneira no desenvolvimento de soluções financeiras para impacto social.

Para doar acesse: www.bsocial.com.br/fundosaude

Para doações acima de R$ 50 mil, o doador deve entrar em contato com atendimento@bsocial.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Arabic AR Chinese (Simplified) ZH-CN English EN Hebrew IW Portuguese PT Spanish ES
Facebook
Twitter
Instagram
error: Não é possível copiar.