Copa do Mundo Feminina de Futebol

A competência, garra e fibra das mulheres brasileiras já pisou os gramados australianos nesta Copa do Mundo de Futebol Feminino/2.023.

Áustria e Nova Zelândia assumem a grata responsabilidade de sediar o importante evento esportivo que receberá 32 times participantes, todos empenhados em representar os seus respectivos países da melhor forma possível.

A nossa Seleção Feminina, como todas as demais, almeja ser campeã mundial! Todas as nossas jogadoras sabem que a missão não será fácil. A torcida reconhece as dificuldades mas acredita que a conquista, apesar de difícil, não é impossível; e se empenha em incentivar as nossas atletas.

A Técnica Pia Sundhage convocou a equipe feminina de futebol, a Seleção Brasileira que o povo sonha ver retornar ao país vitoriosa, saudada com o feliz coro de… “É CAMPEÃ!!! É CAMPEÃ!!!

Foram 23 as jogadoras brasileiras convocadas para esta Copa do Mundo de Futebol. A este seleto grupo, somam-se também 3 suplentes.

As Goleiras são: a Letícia Izidoro, do Corinthians; a Bárbara, do Flamengo; e a Camila, do Santos.

Na Defesa, contamos com a Antônia, do Levante; a Bruninha, do Gotham FC; a Kathellen, do Real Madrid; a Lauren, do Madrid CFF; a Mônica Hickman, do Madrid CFF; a Rafaelle, do Orlando Pride; e a Tamires, do Corinthians.

O Meio-Campo tem a Duda Sampaio, do Corinthians; a Kerolin, do North Carolina Courage; a Luana, do Corinthians; a Adriana, do Orlando Pride; a Ana Vitória, do PSG; e a Ary Borges, do Racing Louisville.

As nossas Atacantes são: Andressa Alves, do Houston Dash; a Geyse, do Barcelona; a Nycole, do Benfica; a Bia Zaneratto, do Palmeiras; a Debinha, do Kansas City Current; a Gabi Neves, do Levante; e a Marta, do Orlando Pride.

Contamos ainda com 3 Suplentes. São elas: a Tainara, do Bayern de Munique; a Aline Gomes, da Ferroviária; e a Angelina, do OL Reign.

A Atacante Marta, neste ano de 2.023, participa da sexta Copa do Mundo de Futebol Feminino. Ela foi eleita a Melhor do Mundo por seis vezes, destacando-se positivamente em meio ao mais seleto grupo de jogadoras extraordinárias, as grandes craques do futebol mundial. Contudo, a diferenciada atacante, a nossa “Rainha Marta”, não tem a sua presença garantida como titular na atual Seleção Brasileira.

Convocada para esta Copa/2.023, cada momento da presença da Marta em campo é uma realidade a ser intensamente desfrutada pelos torcedores. Afinal, este evento que pode estar registrando também a última participação em Copa do Mundo, como jogadora, deste gênio do futebol que o mundo aprendeu a reconhecer, homenagear e aplaudir: a nossa “Rainha Marta”.

A Técnica Pia Sundhage afirmou que “Depois de quatro anos, é o momento perfeito para a Copa do Mundo.”

E a Seleção brasileira começou muito bem a sua campanha. Venceu a seleção do Panamá com uma importante goleada, registrando o elástico placar de 4 a 0.

A torcida brasileira acredita, incentiva e acompanha (de longe ou de perto) a Seleção Feminina. Sonha ver a primeira estrela exibida com orgulho nas camisas das nossas guerreiras do futebol feminino. E, de preferência, com a participação da rainha Marta na realização dessa conquista.

Por hora, cabe torcer e aguardar.

Angela Oliveira

Jornalista, autora desta matéria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Não é possível copiar.